o sonho dos nossos pequenos

Nunca falei aqui sobre o sono do D e como são passadas as noites cá em casa.
Desde pequeno (7 meses) que dorme no quarto dele e na cama dele.
Para adormecer não era a criança mais fácil do mundo e não tivemos a melhor experiência cá em casa com ele e com as noites dormidas [nada fácil]. Desde sempre que só queria colo, chorava quando não tinha e para adormecer era o mesmo conto. Colo ou colo! Tentámos todas as técnicas possíveis e imaginárias, seguimos todos os conselhos (inocentemente na esperança que ele adormecesse) e nada resultava.
O que nos diziam no pediatra e enfermeiras era apenas:
- Deixe chorar que ele adormece. Vai habituar-se a chorar e acaba por adormecer sozinho. Uma semana e já dorme sem chorar e sem pedir companhia.
Agora pergunto: Que pessoas são estas?
Ele é uma pequena pessoa ali sozinha no seu quarto escuro, com ou sem luz de presença, num quarto grande e sem ninguém a chorar até se cansar e adormecer? Isso é a solução? Que brilhante ideia. Dou palmas a quem achou que esta era a maneira mais correta de adormecer uma criança que no fundo só quer mimo para adormecer.
Em vez de lhe darmos mimo, não! Vamos deixar chorar, criar medos e inseguranças porque alguém acha que é a maneira mais correta de educar um filho.
Cá em casa bom ou mau o D sempre teve companhia para adormecer. Desde os 2 anos que piorou e para dormir só na nossa cama. E que mal tem? Ele quando tiver 20 vai dormir lá? Não! Por isso se o meu filho quer adormecer na nossa cama com 2 anos vai adormecer até quando ele achar que já não gosta ou não precisa! Afinal ele é meu filho e não de quem acha que a maneira mais correta é educar deixando chorar.
Não vos vou dizer que todas as noites foram lindas e maravilhosas pois estaria a mentir-vos. Não! Houve muitas noites em que ele chorava, chorava eu e o pai de desespero, mas conseguimos ultrapassar isso e encontrar a maneira certa de o nosso filho pequeno adormecer sem receios e sentir que nós pais estamos sempre ali para ele! Sempre!
Hoje ele tem 4 anos e sabe que pode adormecer na nossa cama um dia sim, dia não e isso deixa-o absolutamente feliz e com uma certa responsabilidade. Conseguimos criar um acordo em que todos nos sintamos bem e que conseguimos descansar em simultâneo. A felicidade dele quando sabe que os pais estão lá vale por mil euro milhões juntos.
Saber que o meu filho está bem e dorme seguro, conforta-me.
 

E vocês? Como lidam com o sono lá em casa?
 
**
with love, R.